Exercícios físicos como alternativa de tratamento das ondas de calor

Muitas mulheres na menopausa que sofrem com as ondas de calor estão desejosas de encontrar alternativas para a tão difundida “reposição hormonal”. Aceita-se que o exercício físico pode ser útil neste aspecto. Mas aí surge um pequeno problema: as mulheres aceitarão fazê-los? Estarão elas dispostas a cumprir as metas preconizadas para atividade física para acabar com os suores noturnos e as ondas de calor? Antes de responder essa questão, vale lembrar que a recomendação ideal para atividade física é de 30 minutos de atividade física moderada, pelo menos 5 vezes por semana. Um estudo inglês investigou se mulheres menopausadas aceitam esta terapia e de que modo.

Foram entrevistadas quase 1700 mulheres, com idades entre 46 e 55 anos. Quase metade das entrevistadas se queixava desses sintomas da menopausa, mas somente 8.5% delas estavam praticando atividades físicas adequadamente. Mas por outro lado, 3 em cada 4 consideravam o exercício uma intervenção aceitável. A opção mais escolhida para realização de exercícios foi orientação pessoal por um “personal trainner”, seguida pelos exercícios com auxílio de DVD. Intervenções baseadas no uso de telefone, internet e messagens de texto foram as menos citadas. Andar foi a prática preferida por quase todas as mulheres.

Agora que os autores já sabem o que elas preferem, o próximo passo dos estudos é testar os méritos relativos das intervenções preferidas e checar se elas, as mulheres, vão mesmo fazer o que dizem preferir. Porque como diz um ditado popular com toda propriedade no caso, uma coisa é o discurso e outra coisa é a prática. Inclusive a de exercícios.

(What women want? Exercise preferences of menopausal women. Daleya et al. Maturitas 68 (2011):174-78)

Mais informações: National Center for Biotechnology Information (NCBI)

Exercícios físicos como alternativa de tratamento das ondas de calor
Rolar para o topo