Gengibre pode aliviar dores musculares

A propriedade do gengibre de aliviar enjoos é bem conhecida. Mais recentemente, porém, cientistas se perguntaram se esse efeito tranquilizador também se estenderia a dores musculares.

O gengibre, membro da mesma família do açafrão, contém compostos anti-inflamatórios e óleos voláteis – o óleo de gengibre – que mostram efeitos analgésicos e sedativos em estudos com animais. Assim, no ano passado, uma equipe de pesquisadores testou se o gengibre poderia fazer o mesmo em seres humanos.

No estudo, publicado em “The Journal of Pain” em setembro, os cientistas recrutaram 74 adultos e os colocaram para fazer exercícios que supostamente causariam dores e inflamações musculares. Durante 11 dias, os participantes comiam, diariamente, dois gramas de gengibre ou um placebo. No final, os grupos do gengibre mostraram reduções de 25% nas dores musculares, passadas 24 horas dos exercícios.

Num estudo duplo-cego parecido, cientistas compararam o que acontecia quando os participantes comiam dois gramas de gengibre ou um placebo, um dia depois do exercício, e em seguida, dois dias depois. O gengibre parecia não surtir efeito logo após a ingestão. Mas pôde ser associado a uma redução na dor no dia seguinte, levando os pesquisadores a concluir que o gengibre pode ajudar a “atenuar a progressão diária da dor muscular”.

Outros estudos mostraram que consumir gengibre antes de se exercitar não traz impacto sobre dor muscular, consumo de oxigênio e outras variáveis fisiológicas durante, ou imediatamente após uma sessão de exercícios. Isso sugere que, se o gengibre gera quaisquer benefícios, eles devem se limitar a reduções das dores nos dias após os exercícios.

A conclusão:

O gengibre pode ajudar a aliviar as dores, mas apenas um dia ou mais depois dos exercícios.

Fonte: Conselho Regional de Farmácia – MT