Mulheres vivem mais do que os homens por causa do sistema imunológico, diz estudo

Em vários países do mundo a taxa de longevidade entre as mulheres é maior do que a entre os homens, mas até então não se sabia o motivo exato disso. Segundo pesquisadores da Universidade Médica e Odontológica de Tóquio, no Japão, a resposta pode estar no sistema imunológico.

De acordo com os pesquisadores, o sistema imunológico de todas as pessoas fica debilitado com o passar do tempo, mas nos homens esse processe é mais rápido. O estudo envolveu 356 homens e mulheres saudáveis com idades entre 20 e 90 anos, que foram submetidos a exames de sangue para detecção da quantidade de leucócitos (glóbulos brancos, células do sistema imunológico) e de moléculas chamadas citocinas, que permitem às células imunológicas coordenarem a resposta do corpo às doenças.

Os resultados mostraram que entre homens e mulheres a contagem de leucócitos diminuiu com a idade. Contudo, em exame mais detalhado, observou-se diferenças entre sexo em dois tipos de leucócitos que são componentes importantes do sistema imunológico, os linfócitos T e os linfócitos B.

O número desses linfócitos diminuiu mais rapidamente entre os homens do que entre as mulheres. Os homens mostraram, também, ter um declínio mais rápido em dois tipos de citocinas que naturalmente se tornam menos comuns com o avançar da idade.

Dois tipos específicos de linfócitos que costumam se tornar mais numerosos com a idade, TCD4 e as chamadas células exterminadoras naturais, aumentaram mais em mulheres do que em homens ao envelhecerem.

Segundo os pesquisadores, o processo de envelhecimento é diferente para homens e mulheres por muitas razões. Uma dessas é o fato de que as mulheres têm mais estrogênio que os homens, o que parece protegê-los de doenças cardiovasculares até a menopausa.

Publicado na revista científica Immunity & Ageing, o estudo concluiu que o provável envelhecimento mais lento do sistema imunológico feminino reflete na taxa geral de longevidade.

Fonte: United Press International

Mulheres vivem mais do que os homens por causa do sistema imunológico, diz estudo
Rolar para o topo