O segredo da vida longa pode não estar nos genes

Uma pesquisa sobre a saúde óssea de uma das pessoas mais velhas do mundo, que faleceu recentemente com 114 anos, revelou que não houve modificações genéticas que poderiam ter contribuído com essa longevidade.

A equipe de pesquisadores, dirigido pelo professor Adolfo Díez Pérez, da Universitat Autònoma de Barcelona apontou que um estilo de vida saudável, uma dieta mediterrânea, um clima temperado e atividade física regular como as razões para uma excelente saúde.

Os pesquisadores estudaram a massa óssea e analisou a genética de homens com saúde invejável que no momento do estudo tinha 113 anos. A pesquisa foi realizada com outros membros de sua família: um irmão de 101 anos, duas filhas com 81 e 77 anos, e um sobrinho com 85 anos, todos nascidos e ainda vivendo numa cidade pequena da Ilha de Maiorca.

As descobertas da pesquisa foram publicadas recentemente e relataram que os ossos dos homens estavam em condições excelentes: sua massa óssea era normal, não havia curvaturas anômalas e ele nunca tinha tido uma fratura. Com relação às análises genéticas, os pesquisadores não conseguiram descobrir qualquer mutação no gene KLOTHO, que está relacionado a um nível bom de densidade mineral e, consequentemente, ossos saudáveis. Também não encontraram quaisquer mutações no gene LRP5, que está associado com longevidade. Nenhum dos membros da família que participou do estudo apresentou qualquer mutação nesse gene.

Os resultados da pesquisa não rejeitam a possibilidade que outras mutações genéticas poderiam influenciar positivamente a longevidade. No entanto, os pesquisadores ressaltam que a saúde excelente dessa família e do homem de 113 anos em particular é provavelmente devido à dieta mediterrânea, ao clima temperado da ilha, à falta de estresse e atividade física regular. O artigo enfatiza o fato que até a idade de 102, o homem andava de bicicleta todo dia e cuidava do jardim da família.

Fonte: Universitat Autònoma de Barcelona

O segredo da vida longa pode não estar nos genes
Rolar para o topo