Óleo de coco não emagrece e ainda traz riscos à saúde

A cada novidade que surge como método de emagrecimento, uma legião de pessoas querendo perder peso segue à risca as indicações. Recentemente, a moda se tornou o óleo de coco, que passou a ser indicado na web como uma arma poderosa no regime e aliado para diminuir o colesterol, prometendo ainda uma alta perda de gordura abdominal. Parecia perfeito, mas não passa de boato. E dos mais perigosos!

O complemento não só não emagrece como pode trazer diversos riscos à saúde. O alerta é da endocrinologista e presidente do departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) Rosana Radominski.

“Não existe comprovação científica de que o óleo de coco emagreça ou traga esses benefícios prometidos. Muito pelo contrário, ele nada mais é do que gordura saturada, que aumenta muito os níveis de colesterol ruim no organismo, provoca aumento do nível de triglicerídeos, sobrepeso e pode trazer problemas cardiovasculares e sobrecarga hepática a quem ingerir em altas quantidades”, explica a especialista.

Algumas páginas na internet aconselham a tomar quatro colheres do óleo por dia para ter o resultado desejado. As orientações preocupam a endocrinologista. “As pessoas têm tendência a se automedicar e isso é muito perigoso. Se você tomar essa quantidade indicada, estará ingerindo um índice absurdo de calorias, que só queimaria com mais de 6 horas de exercícios”.

Os médicos indicam o uso do óleo de coco apenas em casos específicos. Sendo uma gordura de absorção rápida, ajuda no tratamento de pessoas com alguns tipos de doenças, como alterações gastrointestinais. Para o uso comum, seria indicado apenas em substituição a outros óleos usados na comida, e mesmo assim, não é aconselhado. “O azeite é mais saboroso e óleos vegetais, como o de milho, fazem menos mal à saúde”, orienta Rosana.

Portanto, fica o alerta: não dá para acreditar em tudo o que se lê. “Quem acha que viu resultados e emagreceu por conta do óleo de coco se engana. Essa pessoa deve ter mudado sua alimentação e feito atividades físicas, como manda uma boa dieta, e agora acredita que o milagre foi do óleo de coco, mas não é verdade”, finaliza.

Fonte: Bolsa de Mulher

Óleo de coco não emagrece e ainda traz riscos à saúde
Rolar para o topo