Suplementos de cálcio podem aumentar o risco cardíaco, indica estudo

Os suplementos de cálcio – muito usados pelos adultos mais velhos para a prevenção de problemas ósseos, como a osteoporose – podem aumentar os riscos de doença cardíaca, segundo estudo publicado na edição de novembro do American Journal of Nursing. Avaliando dados de 11 estudos incluindo 12 mil pessoas que tomavam suplementos de cálcio – doses diárias de pelo menos 500 mg – sem outras vitaminas, uma equipe internacional de pesquisadores notou que esses participantes tinham 31% maior risco de sofrer um infarto, comparados àqueles que tomavam um comprimido sem valor.

De acordo com os pesquisadores, embora o aumento no risco cardiovascular pareça modesto, “o uso disseminado de suplementos de cálcio significa que mesmo um pequeno aumento na incidência de doença cardiovascular poderia ser traduzido em um grande peso da doença para a população”. E eles acrescentam que, apesar de muitas pessoas usarem esses suplementos para a prevenção da osteoporose, eles reduzem o risco de fraturas em apenas 10%.

“Manter um peso saudável, ser fisicamente ativo, não fumar, e ter a densidade óssea medida regularmente são outros importantes aspectos do controle da osteoporose”, destacou o pesquisador Ian R. Reid. E, em consonância com o autor do estudo, a especialista Dee Sandquist, porta-voz da American Dietetic Association, recomenda que as pessoas que tomam suplementos de cálcio acrescentem a vitamina D à sua dieta, pois outros estudos não demonstram riscos de problemas cardíacos com a combinação dos dois nutrientes.

Fonte: American Journal of Nursing

Suplementos de cálcio podem aumentar o risco cardíaco, indica estudo
Rolar para o topo