Uvas auxiliam na prevenção do Mal de Alzheimer, aponta estudo

Pesquisadores americanos descobriram que polifenóis presentes em sementes de uva podem ajudar na prevenção do desenvolvimento do Mal de Alzheimer e no atraso da progressão dessa doença.

Cientistas da Mount Sinai School of Medicine e da Universidade de Minnesota (ambas nos Estados Unidos) analisaram como essa substância derivada de uvas poderia evitar a criação de peptídeos beta-amilóides, presentes no cérebro e associados a uma neurotoxina que está ligada ao Alzheimer.

Em um experimento, os polifenóis de sementes de uva foram administrados em ratos de laboratório que eram geneticamente pré-determinados a desenvolverem neurotoxinas beta-amilóides e problemas de memória. Esse tratamento reduziu substancialmente a quantidade da neurotoxina no cérebro dos animais.

O Dr. Giulio Maria Pasinetti explica que “já que polifenóis que ocorrem naturalmente estão também disponíveis comercialmente como suplementos nutricionais e têm efeitos adversos negligíveis mesmo após longos períodos de tratamento, essa nova descoberta traz uma promessa significativa como um método preventivo ou tratamento”.

A descoberta está sendo testada em estudos translacionais em pacientes de Alzheimer. Porém, os autores do estudo alertam que para que o tratamento possa ser aplicado, é necessário que seja desenvolvida uma técnica que seja capaz de indicar quais pessoas estão em grupos de alto risco de desenvolvimento da doença.

Mais informações: ScienceDaily

Uvas auxiliam na prevenção do Mal de Alzheimer, aponta estudo
Rolar para o topo